Lady Bird (2017)

Lady Bird - Filminho bonito. Tem uma pegada feminista leve, um pouco de clichê existencialista de adolescente, mas é quase salvo pela atuação excepcional da personagem da mãe da protagonista, interpretada por Laurie Metcalf (sim, ela mesma, a mãe fundamentalista de Sheldon Cooper). Além de belíssimas imagens de Sacramento tem uma reediçao da calça boca de sino (sic). Light, e curioso pelo contexto: escola católica de "elite" em pleno século XXI com suas perspectivas de liberalidades. Direção convencional, roteiro com certa dose de previsibilidade.
Nota: 8,0.

Comentários

  1. Esse filme lembra muito Francis ha. Tem a ver com esse universo Indie cult dessa geração de agora...sem grandes excessos, mais serena , suave ..menos, estrambolica e deprimida que a nossa...eu não a compreendo muito..mas tento

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Filmes muito legais da Netflix

I, Tonya (EUA, 2017)

“A Jaula De Ouro” na Cinemateca domingo (25-02) 15h